Perna de borrego com folhado de queijo de ovelha e legumes


Como ainda tinha algumas das flores de rosmaninho que utilizei aqui , decidi-me a uma variação sobre o tema borrego e rosmaninho.

No talho pedi que me cortassem uma perna de borrego em pedaços altos à laia de tornedó. Fiz uma mistura com as flores de rosmaninho e alecrim e passei a carne por ela, pressionando um pouco para que as folhas se colassem à carne.

Levei a carne a uma frigideira anti-aderente, bem quente e sem gordura, o que criou uma crosta com as ervas e selou a carne.

Num tabuleiro de ir ao forno, fiz uma cama com gomos de cebola, alho e azeite e deitei a carne. Levei ao forno.

Faltavam os acompanhamentos. Ervilhas? Queijo?! Porque não! Um queijo de ovelha a derreter-se para contrapor o sabor das ervas.

Tinha uns pequenos queijos de ovelha no frigorífico e uma folha de massa folhada. A massa ia aprisionar o calor e o sabor do queijo e iria adicionar novas texturas ao conjunto.

Fiz assim. Umas trouxas grosseiras, que levei ao forno.

Na wok, fiz um salteado de ervilhas, pimentos, batatas novas pequenas, cenouras.

Empratei uma fatia da perna, com um folhado de queijo. Os legumes salpicados com o azeite da cebolada.

Resultou bem, e o folhado de queijo fez sucesso com a pequenada.

O “grand finale” foi o vinho. Um dos melhores vinhos que bebi nos últimos meses e que recomendo vivamente para a ceia de Natal, por exemplo.

O IKON da Fiuza , comprado na loja da adega em Almeirim e acabado de sair para o mercado. Um topo de gama com 15º, garrafa numerada, aroma a compota, frutos silvestres e menta.

Com bom corpo, final prolongado e complexo., o IKON foi um dos vinhos premiados no Concurso Nacional de Vinhos Engarrafados de 2007 que decorreu em Santarém em Junho.

Ficam aqui os resultados em jeito de guia de compras para os tempos que se aproximam.

Bom apetite. Experimentem e comentem!

10 Respostas

  1. Uma conjugação maravilhosa. Amei. Gosto imenso de borrego e esses legumes salteados são um acompanhamento perfeito, já para não falar do toque de classe que o folhado de queijo dá a este prato! Estou a salivar…é uma maldade colocares estas receitas quando ainda falta 1 hora para eu ir almoçar.
    O que eu gosto mais nas tuas receitas é que pensas em tudo (prato principal, acompanhamento, vinho) . A cada receita dás-nos verdadeiros (e originais) menús!

  2. bem… nem sei bem o que dizer. adorei a ideia do rosmaninho e alecrim na carne, eu que tenho sempre dessas ervas à mão e tantas vezes que me esqueço de usá-las na cozinha
    mas do que gostei mais foi dos folhados de queijo.. parabéns

  3. Não acredito que ainda não provei esse vinho, eu sou fã dos vinhos Fiuza.
    Quanto ao prato, que requinte! Tudo de apetecer experimentar desde a carne com as ervas, o folhado de queijo de ovelha e os legumes.
    Quando é que me convidas para jantar? (He, he, he…)
    Beijocas

  4. Scalabis, já que você aceitou, aqui vai o menu angolano pra você harmonizar :
    Entrada – Choco frito
    Principal – Calulu com funge
    Sobremesa – Cocada branca
    E não se esquecer que por princípio serão utilizados o máximo possível de gindungos.
    E fica uma sugestão : caso você ache necessário, eu posso te passar o site de algumas importadoras daqui pois assim você poderia pesquisar os vinhos que são vendidos por aqui. Muitos dos excelentes vinhos que você me indicou, infelizmente ainda não são vendidos por aqui.
    Grato pela colaboração ( mais uma) e antes que eu me esqueça, parabéns pelas receitas (cada vez melhores) e pelas belas fotos também.

  5. Não sou fã de borrego mas atacava alegremente os folhados e os legumes! O conjunto ficou óptimo, bem variado nos sabores e texturas! :o) Bem, mas eu fiquei realmente encantada com os folhados. Adoro queijo de todas as formas e feitios!

    O vinho, mais uma vez fiquei curiosa! Quando aí chegar vou espreitar aqui o blogue para tentar relembrar aqueles que queria experimentar (um é o mistério). É que eu e o M. fomos apelidados aqui, à umas semanas atrás, de “o casal que gosta de beber e comer bem”. Só porque eu bebi vinho tinto, ao contrário das outras senhoras que acompanharam com um vinho de Ponte de Lima, misturado com 7up!!! Para mim, pecado!
    Acho que vou arrasar no Natal, com as suas sugestões etílicas! :o)

    Beijos

  6. O rosmaninho e o alecrim perfumam o borrego de uma forma quase divina…
    Vou ter de dizer; quando os homens se viram para a cozinha são fantásticos, vêem e aplicam pormenores de que eu nunca me lembraria…
    O Scalabis não deixa nada ao acaso. Até fiquei com vontade de provar o vinho, vou chatear o Z….
    Até à próxima.

  7. Obrigado pela sua visita ao meu blog,já estou de volta mas com o endereço do blog mudado.Beijinho e até breve.

  8. Esta carne está a piscar-me o olho, os folhados de queijo ainda piscam mais, mas o vinho….. o que eu não dava para o provar! E muito obrigada pela “lista de compras”, é um excelente guia!🙂

  9. Ah e esqueci-me de dizer que adoro rosmaninho e alecrim nas carnes de borrego e porco também. Exceleeeeente opção, parabéns!

  10. Adoro borrego… Imagino o delicioso aroma desse prato…
    Beijinhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: