Mexilhões crocantes


A inspiração para esta receita retirei-a de uma embalagem de mexilhão congelado da Nova Zelândia, há uns anos atrás.

Fui adaptando e experimentando e costuma resultar muito bem, quer como entrada, na maior parte das vezes, quer como prato principal.

Utilizo mexilhão congelado por ser maior, o que neste prato é importante.

Deixo-o descongelar e coloco-o num tabuleiro de ir ao forno.

Numa tigela misturo bem pão ralado, alho em pó, piri-piri, queijo ralado, gengibre fresco ralado, raspa de lima e uma pitada de sal refinado.

Cubro os mexilhões com  a mistura e decoro a gosto. Neste caso utilizei pimentos de várias cores cortados em pequenos cubos. Podem utilizar-se alcaparras,  pickles, etc.

Cubro a mistura com Vaqueiro Culinesse ( passe a publicidade) ou manteiga liquida. Quando vai ao forno a manteiga mistura-se com a mistura de pão ralado, formando uma camada bem crocante e saborosa.

Levo ao forno durante alguns minutos até “gratinar” a mistura de pão ralado. Neste caso acompanhei com um pouco de arroz basmati aromatizado com cardamomo. Na altura de servir pode salpicar com um pouco de sumo de lima, juntar um pouco de mostarda em cada mexilhão, etc.

Já experimentei várias opções e a partir desta base podem inovar, tanto na mistura do pão ralado, como na decoração. Se, p.e, servirem esta receita como entrada numa festa, podem fazer várias decorações que fica muito bonito no tabuleiro ou prato de servir.

Acompanhei com um espumante bruto, o Quinta do Poço do Lobo de 2003, feito a partir das castas Arinto e Chardonnay. Uma boa escolha, perfeito para harmonizar com este prato e porque não, degustar nestes dias de festa que se avizinham.

Bom apetite. Experimentem e comentem!

7 Respostas

  1. O adjectivo crocante já diz tudo: deve ter ficado uma maravilha! Também comi mexilhões este fim-de-semana, mas fi-los com molho de tomate. Esta é uma excelente variação.

    bjs

    Depois envio-te um e-mail com as informações que me pediste.

  2. Que maravilha, comcordo com a Pipoca, se é crocante é bom!
    Quando estou no Alentejo, trago da praia para o monte baldes e baldes de mexilhão, vou usar esta receita das próximas vezes, ainda por cima é no forno, não é preciso estar de volta dos tachos.

    Beijocas

  3. Ops… “concordo”
    (tenho de cortar as unhas)

  4. Adorei a receita – os mexilhões ficam lindos dentro das cascas com aquela cor toda. Que magnifíca de entrada e super chique!

    Bj

  5. Lindos, só de olhar para a foto não se tem duvidas…
    Deliciosos, é só ver a combinação dos ingredientes.Adoro o sabor dos mexilhões, confesso que nem sempre tenho formas assim criativas de os preparar…
    Beijo.

  6. Recentemente, nos jantares em restaurantes asiáticos, por cá, comi algo semelhante. Não tinha o queijinho logo, gostei bem mais das tuas!! É uma entrada muito chique e colorida! :o)

    Adorei o banner! Vejo que não temos só artistas culinários, por estas bandas! :o)

    Beijinhos

  7. Gostei bastante da sugestão; realmente, os mexilhões “ao natural” são porreiros, mas desta forma ficam fantásticos; e o belo do espumante da Quinta do Poço do Lobo liga muito bem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: