Almôndegas de perú crocantes e cenouras vidradas


Esta é a segunda receita de almôndegas que aqui coloco. Como é um prato muito apreciado pela pequenada, costumo fazer com alguma frequência, e por isso, tento inovar e variar .

Desta vez umas almôndegas de perú. Um quilo de bife de perú que pedi para picar finamente  no talho.

À carne juntei cenoura bem ralada, 1 chalota picada finamente, gengibre fresco ralado, alho em pó. Um ovo inteiro, sal e pimenta moída. Uma boa colher de caril indiano, daquele não muito picante.Misturei e envolvi.

Para fugir ao pão ralado, utilizei sêmola de milho para envolver as bolas de carne.

Estas mãos doces e queridas, trataram de fazer as bolinhas e de as passar pela sêmola.Tentámos fazer as almôndegas não muito grandes, para cozerem melhor e ficarem mais bonitas!

Fritei em azeite, numa frigideira larga, rolando as almôndegas constantemente, para que cozessem e a sêmola que as envolvia ficasse uniformemente crocante.

Cozi umas cenouras baby e levei-as a saltear, rapidamente, numa colher de mel, rosmaninho em flor e manteiga.

Servi com batata frita às rodelas e uma salada de alface. Fiz uma maionese de limão para acompanhar.

Bebi, um Tinto Ribatejano de 2006. o Casaleiro Reserva de 2006 Syrah. Um monocasta que já teve melhores anos, mas que não é má aposta, para quem como eu é fã da casta. Todavia, acho que devia haver mais cuidado na atribuição da designação “Reserva” a alguns vinhos.

As almôndegas ficaram muito boas e mando aqui um beijinho à minha ajudante de cozinha preferida, a minha filhota querida, Margarida!

18 Respostas

  1. gostei mesmo muito dessa receita de almôndegas, envolvé-las em sêmola de milho deve ter feito com que ficassem simplesmente divinais
    há dias vi uma receita em que eram envoltas em corn-flakes, por isso quando vi esta receita pensei que fosse o mesmo sistema
    e gostei também muito do toque das cenouras

  2. Que mãozinhas tão queridas!

    Gosto de usar semola de vez em quando, pos agrada-me o sabor e a consistência, essas almondegas conquistaram-me pelo tempero, pela aparência e pelo acompanhamento.

    Beijocas

  3. Gostei muito desta tua versão de almôndegas (sem molhanga). Deviam estar uma delícia, temperadas com caril e enroladas por especialistas. Às vezes também me dá vontade de ter uns ajudantes assim na cozinhas.

    Tenho uma receita no blogue que acho que vais gostar. Lembrei-me daquela vez em que pediste sugestões de conservação de malagueta.

    bjs

  4. Adorei estas almondegas diferentes.
    Acho que os meus rapazes devem adorar a novidade.
    Vou experimentar
    Bjokas
    Ana

  5. De certeza que essas mãozinhas deram um jeito todo especial às tuas almondegas.
    Isto para não falar do facto de serem de perú, enroladas em semola de milho. Fantásticas!!!!
    Beijos.

  6. Não gosto muito de almôndegas por causa do molho, mas estas são bastante originais.
    bjs

  7. Também com uma ajudante destas, até eu faço muito sucesso ! Já viu o post da Marizé ?

  8. Nunca fiz almondegas assim. Parecem ótimas. Vou experimentar.

  9. Que bolinhas mais apetecíveis!🙂

  10. Suas almondegas tem um optimo aspecto, ficam registadas. Parabens.
    Márcia

  11. Muito apetecíveis! Também com tão distinta ajuda não podia ser de outra forma!

    Bj

  12. Estas almôndegas têm um óptimo aspecto!! Um dia destes vou experimentar. Beijocas fofas

  13. Salut!!! como vc dizia, as almondegas sao as preferidas dos pequenos, vc pode colocar entre a carne moida, um figado e MUITO tempero. Assim os pequeninos comem sem sabe!
    tuas batatas ficarao ainda melhor, se vc “fritar” em manteiga clarificada com gordura de pato e colocar depois sal e erva-doce…
    valeu pela ida no meu blog. tb adorei o teu!!

  14. Olá Luis,
    Gostei desta receita! Vê lá se incentivas o teu amiguinho Nuno (Alverca) a inovar.
    Um beijinho à Margarida.
    Carla

  15. Luis, grato pelo comentário-poema que você deixou lá. Na verdade, você já e o quinto confrade pois participou de todos inter-blogs até agora e certamente, irá participar do próximo. Precisamos acertar alguma coisa . Você entra em contato ?

  16. Qual é a casta do Casaleiro Reserva?

    Lpontes

  17. pois o senhor de certeza que saborio muito bem as almondegas mas o vinho tenho muitas duvidas…quando se coloca um vinho a acompanhar ou se prova um vinho novo temos de ter a nocao do que comemos para poder apreciar o vinho.escrevendo como escreveu a cerca do vinho imagino que nao deve ter a nocao do que é provar vinhos…informe-se primeiro e depois entao e que deve opinar sobre qualquer vinho.um abraco e boas provas!!!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: