Peixe-galo com favas novas suadas e chips de batata doce


Há já algum tempo que queria experimentar o peixe-galo. A começar pelo nome ( se fosse vaca-galo era pior🙂 ) este peixe despertou-me a curiosidade.

Como não o consegui encontrar fresco comprei um congelado que a senhora da peixaria me cortou em postas. Numa das voltas habituais pelo mercado encontrei umas favas novas e umas cebolas novas. Combinação clássica e perfeita, peixe frito com favas.

Fiquei agradavelmente surpreendido com o peixe-galo. A carne é saborosa, firme e suculenta e penso que se presta a muitas utilizações além desta.

Fiz assim:

Descongelei as postas de peixe e temperei-as de sal, pimenta e bastante sumo de limão. Deixei a marinar por umas horas.

Descasquei as favas com a preciosa e empenhada ajuda da minha filhota Margarida. Num tacho deitei duas cebolas novas cortadas em meias luas, um dente de alho laminado e azeite. Juntei as favas e cobri generosamente com coentros, hortelã e a rama da cebola picada grosseiramente. Deixei suar em lume brando, sacudindo de vez em quando o tacho.

Tinha visto algures numa revista ou livro de que não me recordo agora uns chips de batata doce que me ficaram na retina. Decidi experimentar.

Foram um sucesso e houve alguma dificuldade em fazê-las chegar à mesa com os pequenos e os graúdos a rondarem a travessa.

Descasquei-as e parti-as em rodelas finas com a ajuda de uma mandoline. Sequei-as bem antes de fritar. Ficam óptimas. Super estaladiças e com um sabor supreendente.

Envolvi o peixe-galo numa mistura de farinha de milho e algum gengibre em pó. Fritei-o em óleo de milho.

Servi com uma rodela de limão e uma salada de agrião. Resultou muito bem a conjugação de texturas e sabores. Fiquei fã do peixe-galo e dos chips de batata doce que já repeti para acompanhar outros pratos.

Harmonizei com este vinho branco maravilhoso de que já falei  anteriormente e que me tem maravilhado. Recomendo vivamente embora saiba que vai ser difícil encontrá-lo à venda pois a produção foi quase toda para exportação. Uma pena.

Bom apetite! Experimentem e comentem!

Boa Páscoa a todos!

8 Respostas

  1. Esta receita está um espanto. Imagina que nunca tinha ouvido falar de favas com peixe frito…mas agora que tu me desvendaste esse admirável mundo novo…. É que sou uma apaixonada de favas, mas evito fazê-las por causa do eterno casamento com os enchidos e a carne. Como prefiro peixe, já tratei do divórcio das favas com carne e brevemente irão contrair segundas núpcias com um peixe frito.

    Bjs e um boa Páscoa

  2. Por aqui somos todos fãs do peixe galo, mesmo os que dizem não gostar de peixe… lol! Dificil mesmo é encontrá-lo…
    Favas com peixe nunca tinha visto nem ouvido, mas fiquei curiosa e tentada com a parte de juntar coentros, hortelã e a rama da cebola.
    Acho que umas favinhas destas vão sair aqui da minha cozinha, olarilas!!!
    Beijos e boa Páscoa.

  3. Adoro peixe galo, é pena mesmo é ser tão caro, pois se for fresco é um a delicia. Frito é do melhor.

  4. Favas novas!… Que delicia.
    As chips de batata doce também me deixaram de “sentinela”, mas confesso que pelo que eu me perco mesmo, mesmo… é por peixe frito!

    O prato está de me deixar com “inveja” (boa, claro)!

    Beijocas

  5. Caro Scalabis, tantas novidades! Este prato (excepto as favas, claro) até me fazem lembrar um pouco a comida de cá… ok, ok… eu explico. Peixe-galo e batata-doce, foram duas coisas que eu só provei cá. E adoro as duas. Aqui também são conhecidas as batatas doces, fritas em rodelas. E mais, não sei se aí se encontra mandioca mas, caso encontres, também fica uma delícia, frita (até à bem pouco tempo só a conhecia cozida). Conclusão: eu que até agora só tinha comido peixe-galo grelhado (ainda ontem marchou um com mufete), acho que encontrei aqui uma bela alternativa ao dito. Ah, e aqui, a sorte é que conseguimos encontrá-lo fresquinho! :o) Não pode ser tudo mal, né? Lol

    Beijos

  6. desculpe mas não me posso calar . peixe galo não tem nada a vêr com charrocos . a vaqueiro não percebe nada de peixes . charroco e tamboril até vai , agora peixe galo …
    é óptimo de quaquer maneira , cozido em branco , frito , de caldeirada , massa … é pena é ser tão caro , excessivamante caro a meu vêr .

  7. Adorei a combinação! Perfeita!!! Passo a ser “cliente” assidua deste espaço, os olhinhos comeram e adoraram!!! Arranja-se peixe-galo com facilidade? Nunca me apercebi de o ver à venda, mas se calhar, por também não estar desperta…

  8. Vim aqui espreitar como fizeste as chips de batata-doce. Vou fazer hoje para o jantar (mas a acompanhar um franguinho no churrasco). Queria ver se tinhas temperado com sal (quando faço cozida, não coloco sal). Como não vi referência ao sal, vou pôr uma pitada! :o)

    Beijos e vê lá se apareces por esta cozinha! Os teus fãs chamam por ti (eu incluída eheh).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: