Entrecosto de porco preto com alho e rosmaninho


Esta é uma receita simples e deliciosa que vive muito da qualidade dos ingredientes.A suculência do porco e os aromas ricos do alho e do rosmaninho.

Entrecosto de porco preto com alho e rosmaninho

Usei umas maravilhosas peças de entrecosto de porco preto. Massa de alho, flor de rosmaninho, sal e pimenta. Bom vinho branco e bom azeite. Uma cabeça de alho e louro. Desta vez utilizei massa de alho de compra mas também pode fazê-la em casa, juntando alho e sal na picadora.

À massa de alho, juntei a flor de rosmaninho,uns pedaços de louro, um pouco de pimenta moída e um pouco de vinho branco.

Barrei generosamente a carne com esta mistura e coloquei-a em sacos de congelação para levar a marinar durante umas horas no frio. Retiro o ar dos sacos assegurando assim um contacto mais homogéneo da carne com a mistura.

Entrecosto com alho e rosmaninho - Amigos do Balde

Coloquei a carne num tabuleiro de ir ao forno. Reguei com mais um pouco de vinho branco e um fio de azeite. Juntei uma cabeça de alho partida ao meio que além de ser deliciosa assim, assada no forno, serve para decorar o prato.

Levei ao forno bem quente até estar bem crocante e estaladiço por fora.

Acompanhei com umas honestas batatinhas no forno e uma boa salada verde.

Harmonizei com um Vale da Torre tinto de 2005. Um vinho do enólogo Paulo Laureano, grande defensor das castas portuguesas. Este típico alentejano mostrou-se uma boa companhia para o entrecosto e é uma boa opção na relação qualidade/preço.

Vale da Torre 2005 - Amigos do Balde

Um grande almoço de Domingo!

Bom apetite! Experimentem e comentem!

6 Respostas

  1. Que bom aspecto tem a carne. Assim assada com esse tempero deve ter ficado de facto muito saborosa.

    bjs

  2. Gosto muito de receitas assim, que vivam da qualidade dos ingredientes e da simplicidade.

    As saudades que eu tinha de vir aqui “beber” inspiração.

    Um bj

  3. Bela proposta, sim senhor!
    (bem, este vale da torre também não conheço – cada tiro, cada melro…)

  4. A carne de porco preto é uma das minhas favoritas e a companhia que lhe arranjaste (temperos e vinho) não poderia ser melhor.

    bjs

  5. Só de ler a receita, parece que lhe sinto o cheirinho no ar…
    Belo tempero!

  6. Olá Scalabis! Gosto muito de te ter de volta! Tenho andado um pouco ausente por excesso de trabalho mas, de vez em quando venho aqui ver as tuas novidades (mas sem grande tempo para comments)… :o) Deixei a mensagem neste post porque realmente se há algo que eu gosto é de entrecosto… e de porco preto então, nem se fala. Mas quando vou ao Alentejo costumo comer os secretos (ai, que só de pensar até tenho tonturas ahahaha). Este prato, para mim, era o verdadeiro manjar dos deuses! :o)

    Beijos

    P.S. Impressão minha ou temos a família a aumentar? :o) Se assim fôr, felicidades!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: